Pastorais

O Balanço da Santificação

05/01/2020

“Agora que vocês purificaram a sua vida pela obediência à verdade, visando ao amor fraternal e sincero, amem sinceramente uns aos outros e de todo o coração.”. (I Pe 1. 22)

Segundo a Palavra de Deus, a prova máxima de uma vida santificada é o amor. O amor não é opção, mas um mandamento divino (Jo 13.34; 15.12). Por isso, Pedro declara: “Tendo purificado a vossa alma pela vossa obediência à verdade, tendo em vista o amor fraternal não fingido, amai-vos, de coração, uns aos outros ardentemente”.

 

1. Devemos amar uns aos outros.

Pedro usa duas palavras para o amor: “filadelfia” que significa “amor fraternal” e “ágape” que significa “amor sacrificial”, semelhante ao amor de Deus. Devemos amar uns aos outros fraternalmente e sacrificialmente, assim como Deus nos amou. Não se trata de um sentimento, mas de uma decisão de amar em obediência ao mandamento divino. Amar é um mandamento mútuo que envolve todos os cristãos.

 

2. Devemos amar de coração e não apenas com palavras.

Devemos amar uns aos outros sinceramente, sem falsidade e sem mentira. O apostolo João diz: “Filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas de fato e de verdade” (1Jo 3.18). O amor cristão deve ser sem hipocrisia (Rm 12.9) e sem fingimento (II Co 6.6).

 

3. Devemos nos empenhar para amar.

Amar exige esforço e empenho. A palavra “ardentemente” indica um “esforço com toda energia”, tal como um atleta olímpico se esforça para vencer uma competição. O amor cristão não é um sentimento natural, mas uma decisão espiritual.

 

4. Devemos amar porque fomos regenerados pelo Espírito Santo.

A nossa alma foi regenerada para a prática do amor. Todo aquele que ama é nascido de Deus e conhece a Deus (1Jo 4.7-8). O grande segredo da regeneração é que o Espírito Santo usou a Palavra de Deus como semente para gerar vida espiritual em nós: “pois fostes regenerados não de semente corruptível, mas de incorruptível, mediante a palavra de Deus, viva, e que permanece para sempre” (v 23). A palavra tem vida, gera a vida e sustenta a vida espiritual.

 

Que Deus abençoe a todos (as).

Pr. Genildison da Silva Ribeiro.

Please reload