Pastorais

A inveja

12/08/2019

“O sentimento sadio é vida para o corpo, mas a inveja é podridão para os ossos” (Provérbios 14.30)

A inveja é a incapacidade de valorizar o que temos e a dificuldade de conviver bem com o talento alheio.

 

Foi a inveja que levou os filisteus a entulharem os poços de Isaque (Gn 26.14); ela levou os irmãos de José a desejarem a sua morte e, por fim, vende-lo como escravo (Gn37.11); foi a inveja que levou a Corá, Datã e Abirão a se rebelarem contra Moisés e Arão (Sl 106.16). A inveja levou os principais dos sacerdotes do povo judeu a entregarem Jesus às autoridades romanas (Mc 15.10). Ela levou Caim a matar o próprio irmão. E, ainda hoje, ela continua apodrecendo ossos e gerando desejos homicidas dentro dos corações.

 

Muitas pessoas não mataram literalmente amigos e conhecidos, mas os excluíram de suas vidas, se afastaram deles, deixaram de ser bênção para eles – tudo por causa da inveja. À semelhança dos filisteus, algumas pessoas não sabem conviver bem com a prosperidade das pessoas que estão perto de si, por isso, assumem posicionamentos de embate, não facilitando em nada o avanço e crescimento do outro. Como os irmãos de José, ainda hoje, algumas pessoas tentam matar/anular os sonhos daqueles (as) que têm planos e projetos audaciosos, lançando palavras de desânimo e desencorajamento.

 

O texto bíblico classifica a inveja como “podridão dos ossos”, ou seja, ela é algo que coroe o ser humano por dentro. Ela nasce no coração de pessoas insatisfeitas com o que Deus tem feito em suas vidas, mas também e principalmente na vida dos outros. Quando estamos agradecidos e felizes com o que Deus tem nos concedido e realizado em nosso viver, neutralizamos o poder da inveja em nossos corações. Não percamos tempo comparando a nossa vida com a vida de outras pessoas e não entremos em competições tolas e doentias.

 

Minha oração em seu favor nesse dia é que você sinta-se uma pessoa feliz e agradecida pelo que Deus tem feito em você e por você. Permita que o seu coração se alegre na presença de Deus. Deixe o Espírito Santo preencher vazios e transformar angústias em contentamento. Um dia livre de todo sentimento de inveja. Um dia marcado pela divina capacidade de se alegrar com os que se alegram.

 

Deus abençoe a todos (as).

Pr. Genildison da Silva Ribeiro.

Please reload