Pastorais

Os Elementos do Culto

02/02/2020

Os elementos do culto são os meios usados pelo adorador para expressar o culto. Seus principais elementos são: Bíblia, a oração, a
música, os Sacramentos e as ofertas.


1. A BÍBLIA SAGRADA
A Bíblia é a Palavra de Deus. Ela é o elemento mais importante do culto cristão, pois “todo ato cristão de adoração é firmado na Palavra de Deus. Sem ela o culto esvaziar-se-ia de sua substância e perderia o traço que o separa de um culto não cristão”. A Bíblia aparece no culto sob diversas formas. As principais são a leitura (individual, conjunta e alternada), a pregação, o canto (ongregacional, coral, conjuntos e solos) e as saudações e bênçãos pastorais (1Tm 4.13; 1Ts 5.27; Ap 1.3; 1Co 11.23-29; Lc 4.16-30; 2Co 13.13).


2. A ORAÇÃO
Orar é cumprir uma ordem do Senhor (Lc 18.1 e 1Ts 5.l7). Ela é indispensável ao cristão, que deve praticá-la individualmente e
coletivamente (Mt 6.5-8 e At 12.12). A oração é “o privilégio supremo dos cristãos, concedido por Deus ao elevá-los a categoria de filhos.


3. A MÚSICA
A música também se destaca como um elemento indispensável ao culto. A Igreja sempre usou hinos e cânticos na expressão do seu culto (Rm 15.9; 1Cr 14.15; Ef 5.19; Cl 3.16; Tg 5.13; Ap 5.9, 14.13; Mt 26.30). O apóstolo Paulo nos revela que música na Igreja devem ser os “salmos, hinos e cânticos espirituais”, entoados para o louvor a Deus e a edificação mútua dos irmãos (Cl 5.16).


4. OS SACRAMENTOS
“Os sacramentos são santos sinais e selos do pacto da Graça, imediatamente instituídos por Deus, para representar Cristo e os seus benefícios e confirmar o nosso interesse NEle. Esta definição nos mostra que o sacramento é “um sinal externo  e urna graça interna”.
Há somente dois sacramentos instituídos por Jesus: o batismo e a Santa Ceia (Mt 28 19 e 26.26-30). Ambos devem ser celebrados
publicamente e administrados somente pelos pastores ordenados (Hb 5.4).


5. OFERTÓRIO
Atualmente no Brasil, os evangélicos são questionados quanto a contribuição financeira para as Igrejas. Há uma razão óbvia: a proliferação de igrejas que comercializam bênçãos. Em suma, ofertar é cultuar e cultuar é ofertar. A oferta é uma expressão de gratidão por algo já recebido da parte de Deus. Ela não pode ser usada para atrair as bênçãos de Deus, pois Ele nos abençoa através de Sua Graça e amor.


Deus abençoe a todos (as).
Pr. Genildison da Silva Ribeiro

Please reload