Pastorais

Marcas que nos Identificam

29/09/2019

“Tomou-os e fê-los passar o ribeiro; fez passar tudo o que lhe pertencia, ficando ele só; e lutava com ele um homem, até ao romper do dia. Vendo este que não podia com ele, tocou-lhe na articulação da coxa; deslocou-se a junta da coxa de Jacó, na luta com o homem. Disse este: Deixa-me ir, pois já rompeu o dia. Respondeu Jacó: Não te deixarei ir se me não abençoares”. (Gênesis 32.23-26)

 

O apóstolo Paulo certa feita escreveu: “eu trago no corpo as marcas de Jesus”. Optar pela vivência do cristianismo, resultou em marcas na vida do apóstolo que identificavam que ele pertencia a Cristo. Jacó quando decidiu ficar face a face com Deus e lutar pela sua bênção; saiu marcado por Deus.

 

O agir de Deus em nós é algo transformador e indelével. Ter a coragem de optar por estar diante de Deus vai produzir em nós marcas “estigmas’’. A palavra “estigma” vem da palavra grega “stizo” que significa “furar/fincar”. Trata-se de um sinal perfurado ou marcado “a ferro e fogo” no corpo.

 

De acordo com o antigo costume oriental, escravos e soldados levavam o nome ou o sinal de seu mestre ou comandante marcado ou perfurado (cortado) em seus corpos, para indicar a que mestre ou general eles pertenciam. Era também, comum naquela época, alguns devotos marcarem a si mesmos com o símbolo de seus deuses.

 

Se realmente decidimos por caminhar ao lado de Deus e de seu filho Jesus; nós precisamos permitir que Ele imprima em nós as marcas de sua pertença. Precisamos ser reconhecidos como alguém que tem um Senhor. A nossa conduta revela a que senhor nós pertencemos. Com certeza, o meu e o seu coração estão sendo dia a dia marcados. E a qualidade de nossas ações revelam as marcas que trazemos dentro de nós.

 

Minha oração em seu favor nesse dia é que: você aproveite cada momento a sós, os tempos de leitura bíblica, o espaço na agenda dedicado a oração e os instantes de celebração para que a identidade de Cristo seja impressa sobre seu proceder. Faça como Jacó, não permita sair da presença de Deus sem viver uma transformação, sem um toque que seja marcante. Faça do título de ser uma pessoa cristã não apenas um rótulo, e sim as mais profundas marcas da sua identidade.

 

Deus abençoe a todos (as).

Pr. Genildison da Silva Ribeiro

Please reload