Pastorais

PROCRASTINAÇÃO: O QUE É ISSO?

02/09/2018

Busquem o Senhor enquanto se pode achá-lo; clamem por ele enquanto está perto. (Isaías 55.6)

Costuma-se dizer que brasileiro deixa tudo para a última hora. Isso quando não adia para o dia seguinte, para a próxima semana, para o mês vindouro, para o ano que vem. E isso vale para praticamente tudo: desde coisas simples do cotidiano até questões importantes da vida. O verbo que denota esse comportamento é procrastinar.


“Procrastinar é o ato de adiar algo ou prolongar uma situação para ser resolvida depois.A procrastinação é um comportamento considerado normal ao ser humano, no entanto pode ser muito prejudicial quando começa a impedir o funcionamento de rotinas pessoais ou profissionais. Etimologicamente, a palavra „procrastinar‟ se originou a partir do latim procrastinatus, procrastinare, que significa „à frente de amanhã‟, na tradução literal.”(www.significados.com.br/procrastinar/)

 

Há os que veem a procrastinação como um pecado, já que relega decisões consideradas necessárias e urgentes. Isso muitas vezes passa pelo nosso relacionamento com Deus, já que o deixamos para depois, pensando primeiro em “aproveitar a vida”, trabalhar, conseguir o sucesso desejado, e, então, depois (quem sabe um dia?) reatar a nossa aliança com Deus. Mas o que acaba ocorrendo é que o tempo conspira contra os planos humanos. Alguém argumentou que nunca na história tivemos tantas ferramentas em nossas mãos para facilitar e transformar nosso trabalho mais rápido, mas por outro lado parece que nunca tivemos tão ocupados e sem eficiência na produtividade.Enquanto ficarmos focando nossas vidas no urgente, o que é importante vai ficando para amanhã, inclusive a nossa relação com Deus. Às vezes temos que nos desconectar para nos conectar; desligar para ligar; fechar para abrir!


Outros pensam na possibilidade da procrastinação estruturada, ou seja, elabora-se uma pirâmide, em cujo topo colocam-se as tarefas consideradas mais importantes, e, em ordem decrescente, as demais. Para não realizar aquelas que estão no topo, por serem estressantes, focamos naquelas que parecem ser mais prazerosas, como uma desculpa mental para procrastinar as outras. No entanto, todas são necessárias e precisam ser feitas, o que muda é a ordem em que são encaradas. Nesse aspecto, procrastinar torna-se uma opção para evitar o esgotamento emocional. O perigo é quando isso se torna crônico e paralisa nossa capacidade de tomar decisões vitais no âmbito profissional e pessoal.


O que fazer diante da tendência que temos em procrastinar? “A resposta não é simplesmente „pare de procrastinar‟, mas viver com um senso de que hoje poderia ser nosso último dia, porém, também com o entendimento de que precisamos nos preparar para o amanhã que Deus deve nos dar.”(Joe Thorn, Sua procrastinação é pecado, disponível em: http://www.ultimato.com.br/conteudo/sua-procrastinacao-e-pecado)

 

Isso significa que devemos orientar a nossa vida de acordo com a realidade, estabelecendo as prioridades, crendo na provisão de Deus e que Ele cuidará do nosso amanhã. Significa que devemos fazer o que Deus nos vocacionou para fazer sem procrastinar as tarefas resultantes de um planejamento equilibrado. Restam, pois, as palavras do profeta: “Busquem o Senhor enquanto se pode achá-lo; clamem por ele enquanto está perto” (Is 55.6).

 

Que Deus abençoe a todos e todas.


Rev. Vicente de Paulo Ferreira

Please reload