Pastorais

Correndo para o alvo

16/06/2019

“Vós corríeis bem; quem vos impediu de continuardes a obedecer à verdade? Esta persuasão não vem daquele que
vos chama. Um pouco de fermento leveda toda a massa”. (Gálatas 5.7-9)

 

O apóstolo Paulo trabalha com certa frequência a metáfora das corridas em suas epístolas. No mundo greco-romano, ser um bom
corredor tinha o seu valor, desde a participação nas competições esportivas até ao envio de mensagens oficiais do reino. Os corredores, principalmente os maratonistas, desempenhavam uma tarefa extremamente relevante. Mas, tanto a nível de esporte, como no âmbito das funções imperiais, completar a carreira era essencial.


Semelhantemente, na vida espiritual, manter-se firme no propósito de santidade, terminar a nossa corrida de fé nessa terra sem
desanimar e sem renunciar aos verdadeiros valores do Reino de Deus também se faz necessário.


Mas, infelizmente, não são poucas as pessoas que têm desanimado dessa corrida espiritual. Começaram bem, foram firmes até parte do trajeto, mas depois permitiram que os seus valores espirituais fossem minados.


Quando olhamos para a dinâmica bíblica, nem sempre importa como nós começamos, mas sim como terminamos a nossa carreira. Alguns começam bem e terminam mal, outros começam mal, tropeçam durante a corrida e acabam por completá-la bem. Como nos diz o aposto Paulo, “combati o bom combate e guardei a fé”.


Não tropeçamos em grandes pedras, são as pequenas que nos fazem cair. O apóstolo adverte: “um pouco” no grego (μικρος - mikros) é suficiente para nos fazer perder a essência. Basta que micro pensamentos ruins entrem no nosso coração e bons relacionamentos acabam. Basta que micro partículas de liberalismo entrem no nosso coração e o zelo pela vida de santidade
se perde. Basta que micro partículas de ativismo social e profissional entrem em nossas agendas e o tempo para ler a Bíblia, orar e viver a dimensão comunitária da fé na casa do Pai se acabe.


Minha oração em seu favor nesse dia é que você não seja uma pessoa persuadida a desistir da caminhada de fé. Não permita que “poucos” ou “muitos” problemas consigam paralisar o seu avanço espiritual. O próprio Senhor Jesus promete: “Sê fiel até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida”. A sua perseverança terá recompensa. Porém, o desistir também trará suas consequências. Que este seja um dia marcado por atitudes que demonstrem o seu desejo de seguir adiante.

 

Deus abençoe a todos (as).
Pr. Genildison da Silva Ribeiro.

Please reload