Pastorais

Tempo de Advento

13/12/2020

É tempo de Advento, tempo de anunciar aquele que virá. Em João, capítulo 1, vemos João Batista sendo confrontado pelos sacerdotes querendo saber quem ele era e qual seria sua função, seu papel para os anúncios que ele trazia. A figura de João era de certa forma uma ameaça ao sistema religioso da época, mostrando que aquelas práticas não estavam de maneira nenhuma surtindo efeito para religar o homem a Deus. A pessoa que anunciava era tão forte em suas convicções que impunha respeito e medo até nas autoridades mais importantes de Judá. Assim, eles começaram a inquirir quem seria essa pessoa. Seria um profeta, o Cristo, Elias? E insistiam em ter uma resposta. João então afirma: “Eu sou a voz que grita no deserto: “Aplainai o caminho do Senhor” (João 1.23).


Com essa profecia do profeta Isaías, cumprida em João, ele afirmava que a salvação chegaria à humanidade, que o propósito da graça seria concretizado no Cristo que chegaria em breve, que a humanidade poderia se encher de esperança. Contudo, ainda que a salvação seja plena em Jesus, ele cobrava que todos e todas aplainassem os caminhos, pudessem se preparar para receber a dádiva da salvação. Nosso papel é viver a graça e nos posicionar diante dela preparados, vivendo em conformidade com a responsabilidade de termos os caminhos aplainados para desempenharmos o projeto pleno do reino de Deus. E mais ainda, temos a responsabilidade de sermos como João e anunciar sempre, de maneira enfática, como vozes que clamam no deserto, que ainda temos outro Advento, pois Jesus voltará e que todos devem aplainar os caminhos do Senhor.
Precisamos em nossa comunidade de Joões e Joanas cheios do Espírito para anunciar essa verdade.


É tempo de Natal, é tempo de Advento! Nesse ano de distanciamento, um ano atípico, que muitos ficarão isolados de uma parte da família e que proximidade será difícil, espero que tenhamos a certeza de Cristo em nós e que também possamos ser como João, uma voz, uma voz que clama, ainda que seja no ermo, no deserto, pois esse é o sentido do Natal: anunciar que Cristo veio a Terra para salvar a humanidade.
Aplainemos então nossos caminhos!


Um abraço carinhoso e que Deus nos abençoe!
Pr. Fabio Marchiori.